Quase Nada Sobre Quase Tudo

segunda-feira, maio 01, 2006

Estava lendo sobre a vida de Erzsébet ("Elizabeth") Báthory no livro "A Condessa Sanguinária" de Valentine Penrose. Do mal. Resuminho da vida da biografada:

Em 1560, George Bathory (de descendência Ecsed) e Anna Bathory (de descendência Somlyo) tiveram uma filha, Elizabeth, fruto de um casamento entre duas nobres, mas decadentes famílias húngaras.

Ao contrário de muitas mulheres da época, Elizabeth era excepcional, fluente em húngaro, latim e alemão quando a maior parte dos nobres húngaros nem sequer sabiam escrever.

Casou-se muito nova com o conde Ferencz Nadasdy, conhecido como "O Cavaleiro Negro" por suas proezas no campo de batalha lutando contra os turcos e quando voltava para casa, distraia-se torturando os prisioneiros. Ele próprio ensinou várias técnicas de tortura a Elizabeth. Uma das técnicas de tortura preferidas por Elizabeth era introduzir finas agulhas sob as unhas de suas servas, ou simplesmente, cravá-las em sua pele. Também diziam que se divertia dando chaves ou moedas aquecidas ao fogo para queimar as mãos dessas moças, ou as atirava nuas na neve para depois encharcá-las com água fria até morrerem congeladas.

Depois da morte de seu marido em 1604, iniciou obsessivamente certas práticas de bruxaria. Esta prática deu à Elizabeth liberdade e criatividade para desenvolver suas próprias perversões sexuais. Segundo registros da justiça de 1611, Elisabeth foi presa por atear fogo aos pêlos púbicos de uma de suas criadas.

A origem da história sobre sua utilização de sangue para fins cosméticos, começou num dia em que, depois de dar uma violenta bofetada numa criada que a estava penteando, esta começou a sangrar e seu sangue salpicou na mão da condessa. Convenceu-se de que a pele onde havia caído o sangue rejuvenesceu e, a partir daí, começou a tomar banhos de sangue humano para manter sua juventude e beleza eternamente.

Depois dessa macabra experiência cosmética começou uma orgia desenfreada de assassinatos que se prolongou por 10 anos, durante os quais seus criados saiam à caça de jovens virgens da região.Citam mais de 650 assassinatos durante esse período.

Chegou um momento em que guardar tal número de corpos vitimados pela condessa no castelo era um grande problema. Inicialmente a condessa queria que os corpos fossem deixados sob as camas, mas o cheiro era tão insuportável que alguns empregados tomaram a iniciativa de levar esses corpos para um campo nas imediações da cidade. E foi exatamente esse esparramo de corpos sem sangue que levaram as pessoas a acreditarem na existência de vampiros.

Madame Bathory era mais rica que o próprio rei Mathias II. Por causa disso, quando chegaram as notícias do que estava ocorrendo no castelo da condessa, o rei decidiu atuar de imediato. Ela foi presa e sua sentença foi lida : “Tu, Elizabeth, és como um animal... estás nos últimos meses da tua vida. Não mereces respirar o ar nesta terra, nem ver a luz do Senhor. Irás desaparecer deste mundo e nunca mais irás aparecer. As sombras irão encobrir-te e terás tempo para te arrependeres da tua brutal vida. Condeno-te, Senhora de Csejthe, a seres emparedada perpetuamente no teu próprio castelo”. Bathory cumpriu a sentença e morreu aos 54 anos.

Grande parte dos investigadores atribui os maus instintos da condessa à alguma degeneração genética, devidos aos casamentos consangüíneos de sua família. Elizabeth era muito propensa a ataques de epilepsia e, entre seus familiares havia numerosos antecedentes de práticas de magia negra e satanismo. Seu irmão Stephem e sua tia, ambos de marcada tendência homossexual, foram conhecidos libertinos, além disso, deve-se citar o caso de sua antepassada Kara Báthory que, além de praticar todo tipo de aberrações sexuais, envenenou seu próprio marido.

Inúmeros documentos demonstram a união entre a família Bathory e a família de Vlad Tepes, "O Conde Drácula". Stephem Bathory, encabeçou o movimento que devolveu à "Drácula" o trono em 1476, mas isso já é outra história...

Será que as drogas psiquiátricas da atualidade curariam tamanha doidera?

1 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker