Quase Nada Sobre Quase Tudo

sábado, fevereiro 17, 2007

¨Bernardo é quase árvore.
Silêncio dele é tão alto que os passarinhos ouvem de longe.
E vêm pousar em seu ombro.
Seu olho renova as tardes.
Guarda num velho baú seus instrumentos de trabalho:
1 abridor de amanhecer
1 prego que farfalha
1 encolhedor de rios - e
1 esticador de horizontes.
(Bernardo consegue esticar o horizonte
usando três fios de teias de aranha. A coisa
fica bem esticada.)
Bernardo desregula a natureza:
Seu olho aumenta o poente.
(Pode um homem enriquecer a natureza
com a sua incompletude?)
(Manoel de Barros - ¨O livro das ignorãças¨)

1 Comments:

  • At sábado, fevereiro 24, 2007, Anonymous Carolina Caputo Nogueira said…

    Oi, Tia Fê. Ainda não li este livro, mas assim que acabar o "Bichos da Fazenda" vou dar uma olhada. Tô aqui pra avisar que o Papai Celo colocou fotos novas no meu blog. Ele é meio lentinho, coitado, mas é boa gente. Beijinho, Titia.
    Carol.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker