Quase Nada Sobre Quase Tudo

quarta-feira, setembro 19, 2007

Um homem acusado de assassinar pelo menos 49 pessoas vai a julgamento nesta quinta-feira, em Moscou, em um caso que chocou a Rússia.

Alexander Pichushkin, 33 anos, ficou conhecido como o "Maníaco do Parque Bitsevsky", confessou ter matado mais do que as 49 vítimas, e disse em entrevista à TV russa que "se não tivessem me capturado, eu nunca teria parado, nunca. Eles salvaram muitas vidas me prendendo", concluiu.

Pichushkin foi preso no ano passado e muitos russos gostariam de vê-lo condenado à morte. Mas o país suspendeu a pena capital e ele agora deve ser condenado à prisão perpétua.

O próprio Pichushkin afirma ter matado 61 pessoas, e diz que 60 teriam sido mortas no parque Bitsevsky.

Pichushkin trabalhava como assistente em uma loja nas imediações do parque e, segundo a polícia, atraía suas vítimas ao local.Ele então embebedava as vítimas e as matava com um golpe de martelo ou empurrando-as em um bueiro.

Ainda segundo a polícia, ele teria cometido os assassinatos ao longo de 14 anos. Ninguém sabe ao certo quantas pessoas ele matou, mas segundo a imprensa russa, ele planejava matar 64 pessoas, o equivalente ao número de quadrados em um tabuleiro de xadrez.

Bom, se fosse no Brasil eu não saberia dizer mas acho que na Rússia ele pega perpétua, né?

1 Comments:

  • At quarta-feira, setembro 19, 2007, Anonymous suzana said…

    Se ele fosse brasileiro poderia acontecer o seguinte:faria um filme
    com o título" Pichushkin o bandido da luz vermelha" ficaria mais famoso, seria entrevistado na tv.
    Cumpriria 1/3 da pena,gozaria do sistema semi aberto,teria convívio com policiais que proporcionariam
    uma serie de vantagens,sairia para indulto de Natal e nunca mais me encontrariam,continuaria matando pois é uma coisa que sei fazer com muita categoria.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker