Quase Nada Sobre Quase Tudo

quinta-feira, dezembro 14, 2006

"Não tenho nenhuma intenção de me apegar tenazmente à vida, mas uma vez que continuo vivo, não posso deixar de sentir atração pelo sexo oposto.”

Li ¨Diário de um velho louco¨ de Junichiro Tanizaki. O livro narra a relação do patriarca de 77 anos da família Utsugi e sua nora Satsuko.O velho se empenha em burlar uma vida regrada pela velhice rompendo por completo com as convenções sociais e entregando-se de corpo e alma à exaltação de seus prazeres hedonistas. A nora, ex-dançarina de casas noturnas, faz uso de seus talentos naturais para fascinar e controlar o sogro, manipulando-o em prol de interesses pessoais.

A explicação para tais impulsos, em nada exclusivos da juventude e da meia idade, vem do próprio narrador: “Penso, antes, que o fenômeno tem a ver com a sexualidade de um velho impotente — pois alguma sexualidade existe, mesmo num velho impotente.”

Outro belo livro de Tanizaki...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker