Quase Nada Sobre Quase Tudo

sábado, julho 21, 2007

Hoje de manhã veio o meu pai assombrado com uma notícia realmente extraordinária que ele leu no site da UOL onde se relatava que descobriram um homem que leva uma vida normal, apesar de ter um "cérebro praticamente ausente" nas imagens de ressonância magnética.

Casado e pai de 2 filhos, o francês de 44 anos que não teve o nome revelado, é funcionário público. Ele foi ao hospital em 2003, devido a um problema de locomoção. A equipe de Lionel Feuillet diagnosticou uma hidrocefalia não comunicante, o que compreende um aumento da quantidade de líquido na cabeça. A ressonância magnética revelou "imagens muito infreqüentes, com cavidades ventriculares enormes", explicou o neurologista. "O cérebro em si, a substância cinzenta e a substância branca, estão comprimidas nas paredes do crânio".

Para Feuillet, esse caso de "discordância entre a ressonância muito inquietante e uma vida praticamente normal" representa "uma mensagem de esperança". Apesar de o Coeficiente Intelectual (QI) do paciente ser de 75 --contra a média considerada normal de 80--, isso não impediu seu desenvolvimento ou sua vida em sociedade, destacou o especialista.

1 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker