Quase Nada Sobre Quase Tudo

domingo, abril 01, 2007

Li hoje o novo livro do Paul Auster ¨Viajes no Scriptorium¨, que está entre os mais vendidos de ficção aqui na Argentina.

O enredo é assim: fechado num pequeno quarto e vigiado o tempo todo por câmeras e microfones, um homem idoso busca reconstituir sua memória. Ele não sabe onde está e nem o que faz ali.

Todos os dias, recebe a visitas variadas e aos poucos, descobre que no passado foi alguém com o poder de enviar pessoas a missões difíceis e perigosas. Sobre a escrivaninha do quarto o homem encontra um manuscrito inacabado e assim o protagonista sai de sua letargia ao imaginar uma continuação para o tal manuscrito.
Mr. Blank, o tal do homem idoso sem noção, seria o próprio Auster, que se vê finalmente encurralado pelo poder de sua prosa. Seus personagens cobram dele os infortúnios que viveram. O livro tem mais graça para os ¨Auster freaks¨ porque muitas das visitas que passam pelo quarto de Mr Blank, são personagens de livros de Auster (por exemplo na internet li que Daniel Quinn, Peter Stillman, Fanshawe e Sophie são da ¨Trilogia de Nova York¨, Anna Blume ¨No país das últimas coisas¨, Benjamin Sachs do ¨Leviatã¨, David Zimmer do ¨O livro das ilusões¨, John Trause da ¨Noite do oráculo¨ e Marco Fogg do ¨Palácio da Lua¨ - livros que não li). Auster disse que não é necessário que o leitor conheça esses outros romances, mas que a visão de quem os leu com certeza será diferente ao abordar ¨Viagens no Scriptorium¨.

Enfim, esse foi o segundo livro que li do Paul Auster (o primeiro foi ¨Desvarios no Brooklyn¨), achei superficial e nada original. Gostei mais dos filmes dele.
Não recomendo...

1 Comments:

  • At domingo, abril 01, 2007, Anonymous suzana said…

    Oi Fer acho que vou escrever minha
    biografia vc quer colocar em ordem?
    Tenho historinhas divertidas de pelo menos 50 anos de existência.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker