Quase Nada Sobre Quase Tudo

segunda-feira, junho 04, 2007

Li no site da BBC a seguinte surpreendente notícia:
¨Um polonês que permaneceu 19 anos em coma, depois de ter sido atropelado por um trem, surpreendeu os médicos ao retomar a consciência.

Jan Grzebski, hoje com 65 anos, ficou espantado com as mudanças na Polônia e em sua família durante o tempo em que permaneceu em coma.

“Agora eu vejo pessoas nas ruas com telefones celulares e há tantas coisas boas nas lojas que eu fico tonto. Quando entrei em coma, havia apenas chá e vinagre nas lojas, a carne era racionada e havia imensas filas para abastecer os carros em toda parte” disse ele à TV do país.

Quando ele ficou inconsciente, a Polônia, hoje membro da Otan e da União Européia, ainda era um país comunista, alinhado à antiga União Soviética. Desde então, o país abraçou a democracia e o capitalismo, o Muro de Berlim ruiu e vários presidentes assumiram o governo do país.

Mas não apenas as mudanças no país surpreenderam Grzebski. Ao acordar, ele descobriu que seus quatro filhos já tinham se casado e que agora ele tem 11 netos.

O polonês creditou sua sobrevivência ao esforço da mulher, Gertruda, que cuidou dele durante todos os 19 anos. Depois do acidente, os médicos disseram que Grzebski viveria no máximo mais 3 anos.

“O que me impressiona hoje são todas essas pessoas que andam por aí falando com seus telefones celulares e nunca param de resmungar. Eu não tenho nada que reclamar” disse.¨

Uma salva de palmas para a Gertruda!

3 Comments:

  • At segunda-feira, junho 04, 2007, Anonymous Marcelo Nogueira said…

    Genial essa história. Isso de pessoas acordarem do coma depois de muitos anos é uma das coisas do mundo real mais próximas da ficção, não? O pessoal que defende a eutanásia deve ficar puto com esses caras. Eles põem tudo a perder.

     
  • At terça-feira, junho 05, 2007, Anonymous fefis, gerente desse blog said…

    É isso mesmo. Você falou e disse. Esses casos raríssimos dão uma série de argumentos para aqueles que botaram o Dr Kervorkian na cadeia.(Aclaro que eu mesma quero eutanásia para mim caso eu vire um vegetal.

    Meu cunhado mais velho também tirou uma paciente de um coma de 12 anos ou mais (não quero chutar se foram 13, 15 sei lá), o detalhe que o caso dela apesar dos exercícios de reabilitação ela ficou com os ossos calcificados, articulações duras, foi foda.

    Não deve ser nada fácil se recuperar de uma coisa assim. Sem contar acordar e descobrir que está em outro mundo. Pelo menos o polonês se deu bem: a Polônia está melhor e os familiares dele se reproduziram e Gertruda está firme e forte. Já pensou você acordar depois desse tempo no Iraque com essa guerra, sua família morta...?

     
  • At terça-feira, junho 05, 2007, Anonymous suzana said…

    Bem acho que a 19 anos atraz não
    existia os exames que hoje são feitos,ressonância magnética e ou-
    tos,acho que ele foi mal avaliado
    Porém mesmo assim como os neurônios
    conseguem fazer as conecções e ele
    entende tudo.Fico pensando será que ele caminha ,se alimenta só??
    Não lembra nada durante o periodo?
    Espero que agora com tanta curiosidade os médicos não matem ele com tantos exames.

     

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker