Quase Nada Sobre Quase Tudo

sábado, junho 16, 2007


“Allow me to be frank at the commencement. You will not like me. Ladies, an announcement. I am up for it all the time. I am John Wilmot, second Earl of Rochester, that is it. (...) This is my prologue, and I, do not want you, to like me.”

A frase acima foi dita nos primeiros minutos do interessante filme ¨The Libertine¨ (2004), dirigido por Laurence Dunmore, com Johnny Depp (com alguns tics de Jack Sparrow) no papel de John Wilmot, segundo Conde de Rochester - quem morreu aos 33 anos de sífilis, alcoolismo e depressão - e John Malkovich no papel do Rei Charles II.

Confidente íntimo do Rei Charles II, Wilmot se delicia em ridicularizar os nobres da Inglaterra com sua inteligência subversiva, escandalizando a sociedade londrina com sua escrita (poemas sexualmente explícitos e peças satíricas) e inúmeras aventuras sexuais. Rochester, um partidário da liberdade e libertinagem, é convocado pelo rei Charles II a escrever uma peça magistral e impressionar a corte francesa. O filme mostra o percurso errante desse homem que, além das aventuras sexuais e literárias na corte, um belo dia soube transformar a má atriz Elizabeth Barry (a excelente Samantha Morton) na melhor atriz de sua época e por quem ele se apaixona dando início à sua derrocada.

Vale à pena assistir.

Curiosidade: li que Graham Greene escreveu uma biografia, publicada em 1974, chamada Lord Rochester's monkey (O macaco do Lorde Rochester).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

 


eXTReMe Tracker